quinta-feira, 9 de junho de 2011

Matéria EXCLUSIVA - A breve carreira do ZEEBO

Anunciado no final de 2008 como o primeiro aparelho de videogame com participação de uma empresa brasileira (TECTOY), o ZEEBO foi recebido com curiosidade pelo mercado, conheça agora a desastrosa trajetória de um videogame que tinha tudo para dar certo.
Anunciado em 2008, o videogame da TECTOY e da Qualcomm usava uma configuração humilde se comparada ao X-BOX 360 ou mesmo o PS2, além do mais os jogos poderiam ter no máximo 50 Mb, mesmo assim isso não desanimou os entusiastas, o NINTENDO 64 fez grandes jogos com pouca memória, e a configuração era simples mas o que importa é a diversão. O ZEEBO tinha um processador ARM 11 rodando a 528 Mhz, resolução padrão de 480 p e 1 GB de memória interna para guardar os jogos, tudo muito simples, mas se bem usado poderia resultar em bons jogos. A lista de jogos para o lançamento do console era boa, veja a imagem abaixo do site do console antes do lançamento dele.


Na lista vemos Sonic Adventures, Crazy Taxi, Virtua Tennis 3 e Street Fighter Alpha, jogos que fizeram muitos comprar o videogame mas que nunca foram lançados. Mesmo antes do lançamento o ZEEBO começou a mostrar problemas, jogos prometidos desapareceram dos site do console sem nenhuma explicação, inclusiva o game Street Fighter Alpha estava presente na primeira caixa do videogame quando ele foi lançado, e nada. Mas mesmo assim, com as promessas não prometidas o console ainda mantinha uma boa expectativa.... Comprei o ZEEBO no lançamento, em 25 da Março de 2009, sabia que ele não seria um grande videogame, sabia que ele seria mais uma peça de colecionismo do que um videogame divertido para se ter, mas não sabia que seria tão ruim... 
 Ao ligar pela primeira vez o ZEEBO percebi que o menu do consle era muito lento, mas era muito intuitivo, joguei o vergonhoso Need For Speed e o FIFA 09, amos sairam direto dos smartphones para o console, comprei Z-Credits, a moeda do ZEEBO e baixe o jogo Double Dragon, um dos melhores do videogame, bem feito, com boa música, estava no último chefe do jogo quando simplesmento o console reiniciou. Logo em seu primeiro dia de vida o ZEEBO mostrou para mim uma de suas piores facetas, a instabilidade do hardware ou do softaware que opera o sistema. O videogame reinicia sozinho, trava na hora que é ligado e só destrava se desligarmos da tomada, fica sem som, bom, pode-se reparar que o videogame não foi lançado "pronto", ele precisava ser atualizado para corrigir os bugs. 

Vídeo promocional de lançamento do ZEEBO 

Baixei Tekken 2 e Ridge Racer, jogos vergonhosos, vindo diretamente de smartphones também, Ridge Racer chega ao ponto máximo da irritabilidade, com sua trilha sonora medonha. Demorou mas Rsident Evil 4 saiu, vindo dos celulares também, o jogo sofreu grandes perdas em relação ao PS2, RE 4 no ZEEBO aparecia que estava rodando no hardware do NINTENDO 64. Cade Sonic Adventures? Virtua Tennis? Street Fighter Alpha? Bom, estou esperando até hoje........ Os jogos nunca foram lançados e não houve nenhuma explicação. Mesmo assim as expectativas erma boas, todos achavam que os bugs seriam corrigidos com atualização e que os jogos iriam melhoram com o tempo, no final de 2009 foi lançado o pupular RPG de ação Zenonia, completamente "bugado"..... O jogo reiniciava o console e rapidamente foi retirado do catálogo para correção, parece que o ZEEBO não tinha um setor de qualidade..... 2009 se encerrou cheio de decepções, promessas não cumpridas, problemas de estabilidade do console..... 2010 teve um começo preocupante, com um bom tempo sem jogos lançados, mas em Abril vários games clássicos da DATA EAST fora lançados e boatos sobre o controle e o telcado para acesso a internet, que já existiam no ZEEBO mexicano, diziam que estavam vindo para o Brasil.

Z-Pad, o controle na época do lançamento brasileiro
 
Dragon, o controle mexicano saiu no Brasil somente em 2010


Ao longo do ano de 2010 poucos jogos eram lançados, mas novidades como a série ZEEBO Sportes, Zuma's Revenge e Zeeboids eram bem vidas. Em setembro de 2010 a ZEEBO inc reuniu a imprensa nacional em uma pequena conferência e mostrou as novidades para o ZEEBO no Brasil. Agora  videogame teria uma nova gama de atrativos, além de acesso a internet , via navegador para celulares Opera Mini, o videogame ganha um teclado e o novo controle, para melhorar mais ainda os dosnos da versão anterior do ZEEBO receberiam teclado e controle de graça, novos jogos educativos seriam lançado e um novo acordo com a Disney traria populares games da empresa para a plataforma, também 60 jogos foram prometidos, seriam lançados entre outubro e novembro do ano passado, TUDO MENTIRA. Muitos jogos prometidos não foram lançados (como sempre...), donos de consoles antigos tiveram que mandar seus aparelhos para a TECTOY para serem atualizados, o que gerou várias reclamações, pois os aparelhos demoraram cerca de 2 a 3 meses (o meu demorou 3 meses para ser atualizado) para voltar para seus donos. O internet do ZEEBO é uma boa opção para quando a internet no seu computador "cai", pois ela é limitada a sites escolhidos pela empresa e o navegador Opera Mini não tem suporte a Flash, limitando muito o uso da internet no aparelho.  
Controle sensível ao movimento BOOMERANG. 
2011 começa com boas expectativas, o bom  Zeebo F.C. Super League tinha sido lançado a pouco tempo e a ZEEBO inc anunciava acordos de expanção para a China e para a Índia. Mas a felicidade durou pouco, os lançamentos pararam, nada de novo foi anunciado e pessoas importantes começaram a sair da ZIS (Zeebo Interactive Studio), empresa que desenvolvia jogos para a plataforma.

Zeebo F.C. Super League foi o último grande game lançado para o ZEEBO

Durante meses a única atualização que acontecia era no blog da empresa, que mostrava novidades sobre lançamentos antigos...... Depois de meses sem nenhuma novidade a Qualcomm se retira do projeto, fechando o estúdio ZIS, poucos dias depois, em 31 de Maio de 2011, acontece o inevitável anúncio:

"Olá pessoal,

Estamos aqui para comunicar que, devido ao realinhamento  estratégico dos negócios  da Zeebo Inc., as operações da Zeebo Brasil e Zeebo Interactive Studios serão descontinuadas no País.

Toda a equipe da Zeebo agradece o grande apoio de todos vocês ao sistema, aos conteúdos e serviços oferecidos desde o lançamento do produto, e principalmente àqueles que estiveram conosco nas redes sociais e aqui no blog.

Gostaríamos de enfatizar que o call center e os serviços de garantia e manutenção serão  mantidos, conforme determina a legislação brasileira.  A loja on-line ficará aberta até 30 de setembro de 2011.

A partir de agora e até essa data, os jogos terão preços especiais, para que todos tenham a oportunidade de adquirir novos títulos para seu sistema com valores reduzidos. Todos os conteúdos adquiridos pelos usuários do Zeebo permanecerão ativos e disponíveis no sistema para uso a qualquer momento.

Obrigado a todos,

Equipe Zeebo"


Sem nenhum lançamento marcado o ZEEBO encerra suas atividades definitivamente em 30 de setembro, durante o pouco tempo de vida o aparelho deixou alguns fans, mas deixou muitos decepcionados, graças as promessas de jogos nunca lançados e a instabilidade do sistema, sem deixar de citar o controle sensível ao movimento BOOMERANG, que ganhou poucos jogos e era muito instável. O videogame apesar de simples foi uma boa idéia, lançar jogos via download usando uma rede 3G própria, mas a idéia foi mal implementada por empresas que não entendem nada de videogame.

Por ConstancioH


Quaisquer críticas ou sugestões, basta entrar em contato com o email: mbgames@zipmail.com.br

Siga-nos no Twitter: 
Conheçam o nosso canal no YouTube


2 comentários:

  1. Eu acho que o zeebo foi um bom vídeo game, mais era um vídeo game que não tinha muitos recursos que nem os outros. Mais acho que ninguém pode falar mal mal deste vídeo game. Se não deu certo deixa quieto. Fazer o quê né ?

    ResponderExcluir
  2. Uma pena, tinha um RPG muito bom nele que humilha muitos atuais... mas só isso e nada mais... Dizem quem o Zeebo 2 está em desenvolvimento. Espero que o Zeebo 2 aconteça mesmo e que se aconteçer, que seja de última geração.
    eu particularmente não acredito muito nisso, mas Zebbo já é um bom começo. Mostra que o Brasil e o México estejam investindo mais em suas próprias gerações e tecnologias, e não dependendo de outras empresas como a Sony ou Microsoft. O que falta é investimento.

    ResponderExcluir